Segundo o Ministério da Saúde, 71,6% do público-alvo foi vacinado em todo o país, conforme balanço do dia 27. Meta nacional do governo é vacinar 90% até a sexta-feira (31).
Secretaria de Saúde do DF realiza campanha de vacinação contra gripe até 31 de maio — Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Secretaria de Saúde do DF realiza campanha de vacinação contra gripe até 31 de maio — Foto: Andre Borges/Agência Brasília

A Campanha Nacional de Vacinação, que começou em 10 de abril, atingiu 71,6% do público-alvo em todo o país, de acordo com o balanço mais recente do Ministério da Saúde. No entanto, quase 17 milhões de pessoas ainda não tomaram a vacina, que é a melhor forma de prevenção contra doença.

No Rio de Janeiro, estado que tem a menor cobertura vacinal do país, o governo estadual decidiu prorrogar a campanha por mais 15 dias.

Em Sorocaba (SP), na segunda, o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta disse que a campanha sempre é prorrogada em pontos onde a meta não é atingida e a medida deve ser repetida neste ano.

Segundo o ministério, em todo o Brasil mais de 42 milhões de pessoas já procuraram uma unidade de saúde para se vacinar.

Os principais alvos da campanha são gestantes, mulheres que deram à luz há menos de 45 dias, crianças menores de seis anos, idosos, pessoas com doenças crônicas, trabalhadores da área de saúde, professores e povos indígenas (leia mais abaixo).

Quando considerada a situação por público-alvo, as crianças estão abaixo da média geral e alcançavam 67,56% até o dia 27 de maio.

Veja abaixo o status da campanha de vacinação nos estados:

Status da campanha de vacinação

EstadoPopulaçãoDose aplicadaCobertura (%)
Rio de Janeiro4.902.4452.662.20454,3
Acre242.134148.91261,5
São Paulo13.477.7388.723.84364,73
Bahia4.101.7752.793.43568
Pará2.095.9991.466.69269,98
Santa Catarina1.987.3901.399.28970,41
Distrito Federal817.939579.28270,82
Total BRASIL59.463.64942.589.45571,62
Mato Grosso do Sul801.907576.67671,91
Rio Grande do Sul3.829.6992.780.24172,6
Piauí905.543658.41472,71
Tocantins423.089311.00173,51
Paraná3.352.1932.466.77373,59
Ceará2.563.4451.890.20073,74
Roraima193.706143.74874,21
Sergipe567.774423.03274,51
Mato Grosso859.343647.61475,36
Goiás1.862.9791.429.23576,72
Maranhão1.877.4031.452.31577,36
Rio Grande do Norte993.277772.70177,79
Minas Gerais6.077.5164.817.39779,27
Paraíba1.185.997943.57379,56
Rondônia430.942349.12781,01
Alagoas876.935713.93881,41
Espirito Santo1.053.545875.65783,12
Pernambuco2.644.6852.284.35386,38
Amapá203.313188.94092,93
Amazonas1.134.9381.090.86396,12

Fonte: Ministério da Saúde, dados de 27 de maio

Veja também a situação por público-alvo:

Status da vacinação por público-alvo

Público alvoPopulaçãoVacinas aplicadasCobertura (%)
Policiais e agentes850.496255.06629,99
População Privada de Liberdade756.589357,0547,19
Comorbidades10.766.9896.834.72163,47
Crianças15.515.47410.486.33567,56
Gestantes2.143.9811.474.78368,78
Trabalhador de Saúde5.034.0643.521.42869,95
Total59.463.64942.589.45571,62
Professores2.344.3731.832.52878,15
Idosos20.889.84916.842.57380,62
Indígenas696.151570.95682,02
Puérperas352.321312.33688,64
Funcionários do Sistema Prisional113.362101.67989,69

Fonte: Ministério da Saúde

Quem deve tomar a vacina?

Conforme orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), as vacinas oferecidas gratuitamente pelo governo são destinadas a:

  • Crianças de 6 meses a 5 anos de idade;
  • Gestantes;
  • Puérperas, isto é, mães que deram à luz há menos de 45 dias;
  • Idosos;
  • Profissionais de saúde, professores da rede pública ou privada, portadores de doenças crônicas, povos indígenas e pessoas privadas de liberdade;
  • Portadores de doenças crônicas (HIV, por exemplo) que fazem acompanhamento pelo SUS.

Quem não faz parte dessas categorias pode adquirir a vacina contra a gripe na rede privada por cerca de R$ 100 a R$ 150.

A vacina não é capaz de causar a gripe em quem recebe. Ela permite que o paciente fique imune aos tipos de vírus mais comuns em circulação sem ficar doente.

Campanha de vacinação contra a gripe termina na sexta (31), mas no Rio ela será prorrogada
Campanha de vacinação contra a gripe termina na sexta (31), mas no Rio ela será prorrogada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *