O composto – que protege contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e a bactéria haemophilus tipo b – não atendeu a requisitos de qualidade

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou, nesta quinta-feira 18, a suspensão da importação, da distribuição e do uso da vacina pentavalente líquida, produzida pela empresa Biologicals E. Limited, localizada na Índia.

O composto em questão protege contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e a bactéria haemophilus tipo b.

De acordo com a resolução, publicada no Diário Oficial da União, laudos emitidos pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde obtiveram resultados insatisfatórios nos requisitos de qualidade, sendo detectada a formação de grumos em lotes do produto.

A vacina pentavalente deve ser aplicada em três doses em crianças, aos 2, 4 e 6 meses de idade. Antes da suspensão, lotes da pentavalente produzida pela Biologicals E. Limited haviam sido interditados pela Anvisa. 

A vacina pentavalente deve ser aplicada em três doses em crianças (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *